Black Friday: maior parque aquático de Minas Gerais concede desconto de 40% para os últimos títulos



Com previsão de inauguração para o final do próximo ano, o Aquabeat, que terá a maior piscina de ondas do Brasil, está com as obras a todo vapor em São José da Lapa, cidade na Região Metropolitana de Belo Horizonte


Conhecida mundialmente por oferecer descontos atrativos em produtos e serviços, a Black Friday chega também no Aquabeat, o maior parque aquático de Minas Gerais, que está com as obras avançadas em São José da Lapa, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. O empreendimento, que posicionará a região como polo turístico na nacional no Vetor Norte, concede 40% de desconto para os últimos títulos disponíveis, com a possibilidade de dividir por meio de cartão de crédito.

O empresário Tassar Neto, um dos responsáveis pelo empreendimento, destaca que esta é a oportunidade de ser sócio de um dos maiores complexos de lazer e entretenimento do Brasil pagando menos. “Estamos quase atingindo o limite de títulos a serem vendidos, mas decidimos engajar na Black Friday para oportunizar quem ainda não garantiu a cota do Aquabeat. Com valores a partir de R$ 1200,00, temos ainda a possibilidade de dividir em até 12 vezes no cartão de crédito”, conta.

A cota disponível para a ação da Black Friday é a Esmeralda. “É um tipo de aquisição societária onde o comprador se isenta de qualquer ônus ou dívidas da sociedade, tendo o direito de uso do empreendimento a partir do pagamento da entrada de seu Título de Usuário Remido. Após a inauguração, o sócio remido paga apenas a taxa de renovação anual de cada carteirinha de sócio da sua cota. Além disso, terá desconto de 25% nos Chalés, acesso gratuito ao estacionamento e 20% de desconto em todos os eventos próprios e terceirizados que serão realizados no parque”, explica Tassar Neto.

O empresário explica que o local escolhido para a construção do parque não foi por acaso. “É uma localidade rica em água, ao lado de uma reserva ambiental e possui posição geográfica privilegiada, além da proximidade do aeroporto. O clima tropical, com temperaturas altas a maior parte do ano, além das rodovias pavimentadas e sem problemas de tráfego farão com que os turistas escolham ir ao Aquabeat. Será um local que vai proporcionar diversão para toda a família”, afirma. A localização é uma das facilidades para os visitantes, já que o empreendimento está sendo construído a apenas 28 km da capital mineira, com acesso rápido via MG-010 e MG-424, e a 10 minutos do Aeroporto Internacional de Confins. Mas o que vai chamar mesmo a atenção são os atrativos, que foram planejados para agradar todas as faixas etárias.

Veja a lista de atrativos do Aquabeat:

  • A maior piscina de ondas do Brasil;

  • Duas piscinas aquecidas;

  • Piscina de hidromassagem;

  • Rio lento;

  • Três áreas infantis;

  • Castelo de princesas;

  • Dois toboáguas de boia;

  • Cinco toboáguas sem boia de até 110m de comprimento;

  • Piscina maluca com obstáculos;

  • Bar molhado;

  • Duas estruturas de vestiários e quatro locais para armários;

  • Dez pontos de banheiros com quiosques tematizados;

  • Duas rampas de boias de 40m;

  • Salão de jogos;

  • Duas tirolesas;

  • Dois restaurantes;

  • Duas choperias;

  • Quinze quiosques de alimentação;

  • Diversas lojas de conveniência.

Vai ter praia Uma praia em São José da Lapa Um dos atrativos que mais chama a atenção no Aquabeat é a piscina de ondas, que terá mais de 7 mil m². Após anunciar que será a maior estrutura do tipo já construída em todo o país, Tassar Neto revela outros detalhes interessantes sobre a nova praia dos mineiros. “Já estamos realizando a concretagem e pelas imagens aéreas já é possível observar a forma da piscina, que será dupla. O movimento da água fará a diversão da família, que não precisará mais pegar horas de estrada para pular as ondas”, brinca o empreendedor.

Na praia, as ondas são formadas por conta do vento, que causa uma perturbação em determinadas áreas e criam o movimento na água. Para trazer esse efeito para Minas Gerais, uma estrutura foi projetada nos moldes necessários à dimensão do espelho d’água do Aquabeat. “Por se tratar de uma piscina dupla, posicionamos equipamentos nos dois lados e, independentemente do local onde a pessoa esteja, ela poderá sentir a água se movimentando”, explica Tassar Neto.

A tecnologia da piscina de ondas do Aquabeat é empregada há pouco tempo no mundo. Nas estruturas mais antigas, uma barreira mecânica se movimentava para gerar as ondas, mas, em São José da Lapa, a estrutura será formada por dois pulmões com capacidade de 40 m³. Para comprimir o ar e inflar as bolsas, quatro motores de 200 cv de potência e quatro turbinas industriais farão parte da casa de máquinas. “Pode-se dizer que é como se fossem compressores que, com energia gerada pelo deslocamento das moléculas de ar, acaba ocorrendo a dissipação desta energia na água, o que gera as ondas e promove a diversão”, conta o empreendedor.

A praia da piscina de ondas terá mais de 1500 m² e, ao redor, o visitante poderá desfrutar de quiosques, restaurantes e cantar e dançar com bandas e grupos de dança que se apresentarão no palco construído para agitar os banhistas. Um bar molhado anexo ao local será o ponto de encontro de quem gosta de beber sem sair da água.

Projeção nacional O prefeito de São José da Lapa, Diego Álvaro dos Santos (Avante), está empolgado com a instalação do parque aquático. “A cidade fica muito satisfeita por receber um empreendimento como o Aquabeat, que envolve turismo, lazer, desenvolvimento econômico e, acima de t