Profissionais do setor de eventos cobram diálogo com a Prefeitura de Belo Horizonte



As entidades representativas do segmento enviaram uma carta para o gabinete do prefeito Alexandre Kalil (PSD) para solicitar uma reunião que visa seguir a retomadas as atividades



Os profissionais que atuam no setor de eventos em Belo Horizonte buscam a retomada dos diálogos com a Prefeitura de Belo Horizonte. Em documento assinado por associações de vários segmentos que atuam na cadeia de eventos, eles pedem uma reunião com o prefeito Alexandre Kalil (PSD) para retomar as conversas e o avanço na flexibilização das restrições.


O presidente da AMEE – Associação Mineira de Eventos e Entretenimento, Rodrigo Marques, destaca que a intenção não é a volta total e a qualquer custo. “Temos consciência que o momento ainda pede cuidado e estamos trabalhando, na medida do possível, respeitando todos os protocolos necessários. O nosso objetivo é retomar as conversas com a Prefeitura de Belo Horizonte que, em alguns momentos nos atendeu, iniciou algumas flexibilizações e autorizou o retorno de alguns segmentos de eventos. Mas precisamos avançar mais, claro, sem abrir mão da segurança e responsabilidade. E para isso, o diálogo com o poder executivo é essencial”, explica.


Confira a carta na íntegra:


Excelentíssimo senhor Prefeito Alexandre Kalil,


Mais uma vez, os profissionais que atuam no setor de eventos em Belo Horizonte solicitam a atenção dos gestores municipais para as demandas de quem ainda não conseguiu se reestabelecer diante do trágico cenário econômico criado pela pandemia de Covid-19 no Brasil e no mundo. As entidades que representam os trabalhadores do segmento de eventos clamam pelo avanço do diálogo com o poder executivo municipal.


Em certos momentos, os profissionais foram tomados pelo otimismo, diante dos avanços nas flexibilizações e nas conversas com os representantes da prefeitura. Porém, neste momento, a situação beira o desespero, visto que, mesmo com as liberações já realizadas, a conta ainda não fecha e milhares de famílias continuam impossibilitadas de ter o alimento na mesa.

Pedimos a retomada do diálogo com a Prefeitura de Belo Horizonte. Estamos preparados para avançar na flexibilização e estamos dispostos a discutir todas as medidas necessárias para contribuir com o enfrentamento da pandemia na capital mineira. Temos consciência de que o momento ainda pede muito cuidado e que a saúde deve ser a prioridade, mas, reiteramos que os profissionais do segmento de eventos são os mais interessados em cumprir com todas as determinações legais.


Contando com compreensão e compaixão dos responsáveis pela gestão do enfrentamento da pandemia, solicitamos uma reunião para que possamos expor, de forma clara e objetiva, o que pode ser feito para avançarmos nesta retomada, que é crucial para a sobrevivência de empresas, postos de trabalho e o sustendo de milhares de famílias.


Assinam esta carta: ABAV – Associação Brasileira de Agências de Viagens de Minas Gerais

ABEOC - Associação Brasileira de Empresas de Eventos

ABFORME – Associação Brasileira das Empresas de Formaturas.

ABIH – Associação Brasileira da Indústria de Hotéis

ABRAFESTA - Associação Brasileira de Eventos

ABRAPE – Associação Brasileira dos Promotores de Eventos

AMEE – Associação Mineira de Eventos e Entretenimento

AMPRO - Associação de Marketing Promocional

Belo Horizonte Convention &Visitors Bureau

Fórum das Casas de Espetáculos

FRMG - Federação de Rodeio de Minas Gerais

SINDIBUFE-MG - Sindicato Intermunicipal das Empresas de Buffet de Minas Gerais

SINDIPROM MG – Sindicato das Empresas de Promoção, Organização e Montagem de Feiras, Congressos e Eventos de Minas

SINPARC - Sindicato dos Produtores de Artes Cênicas de Minas Gerais

UBRAFE - União Brasileira dos Promotores Feiras

Assessoria de imprensa da AMEE: Grupo Balo – www.grupobalo.com

Heberton Lopes – hlopes@grupobalo.com

Felipe de Jesus – imprensa@grupobalo.com

31 3637 8008 | 31 98988 7616