Santuário do Caraça é a opção ideal para os amantes de trilhas



A Reserva Particular do Patrimônio Natural guarda opções para caminhadas de curta e longa distância, com a possibilidade de se refrescar nas águas de rios, cachoeiras e piscinas naturais, além do contato com a biodiversidade caracense


Situado a cerca de 120 Km de Belo Horizonte, entre os municípios de Catas Altas e Santa Bárbara, o Santuário do Caraça é conhecido no Brasil e no mundo pela sua riqueza histórica, saborosa gastronomia e claro, belezas naturais. O local oferece aos visitantes diversas possibilidades para conhecer de perto a sua fauna e flora, por meio das trilhas que cortam toda a Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN).

O coordenador ambiental do Santuário do Caraça, Douglas Henrique, destaca que o visitante tem acesso a informações logo em sua chegada no Centro de Visitantes para que tenha uma experiência segura. “Possuímos um bioma muito rico nos mais de 12 mil hectares de Mata Atlântica, Campos Rupestres e Cerrado. São mais de 20 opções de trilhas, uma infinidade de espécies e muitas outras curiosidades. As nossas trilhas são autoguiadas, o que isso significa: de posse do mapa disponível logo na entrada da RPPN, das informações obtidas no Centro de Visitantes e das placas presentes nas trilhas, o visitante consegue se orientar. No entanto, recomendamos o serviço dos guias locais, profissionais autônomos, credenciados por nós. Com eles, o passeio pode ser melhor aproveitado”, ressalta.

O site do Santuário do Caraça reúne todas as informações para quem deseja desfrutar dos atrativos naturais do Santuário do Caraça: www.santuariodocaraca.com.br. Há também um documentário no YouTube em que é possível conhecer um pouco da história e das belezas que o destino turístico oferece: https://youtu.be/jr9N4cxKXgQ.

Fonte de conhecimento O Caraça é uma estrutura cultural em constante formação. Começou por volta de 1770, quando o Irmão Lourenço de Nossa Senhora iniciou a construção do hospício, como então eram chamadas as hospedarias da época, e uma ermida - capela barroca, dedicada a Nossa Senhora Mãe dos Homens. Posteriormente, a instituição transformou-se em colégio e seminário. Atualmente o lugar mantém a sua essência, proporcionando às pessoas a chance de interagir com sua história. O complexo é tombado como Patrimônio Histórico e Artístico Nacional e Estadual. Foi escolhido como uma das 7 Maravilhas da Estrada Real. Conta com um amplo Conjunto Arquitetônico onde estão a primeira igreja de estilo neogótico do Brasil, o prédio do antigo colégio (hoje museu e biblioteca), o hotel com 54 apartamentos, com capacidade para até 230 pessoas hospedadas, e a Fazenda do Engenho, com 26 apartamentos.

O Complexo do Caraça possui enorme diversidade de fauna e flora, com raridades de animais e plantas no meio ambiente. Na ampla diversidade de sua fauna, há 386 espécies de aves, 66 espécies de anfíbios, 54 espécies de répteis, 12 espécies de peixes e 76 espécies de mamíferos. Considerando a flora, são cerca de 1689 espécies de plantas, muitas ameaçadas de extinção. A Reserva Particular do Patrimônio Natural do Santuário do Caraça faz parte de duas importantes reservas ecológicas, as Reservas da Biosfera da Serra do Espinhaço Sul e a da Mata Atlântica, onde há diversas espécies de flora e fauna, algumas encontradas somente no Complexo do Santuário do Caraça, que fica na transição entre Mata Atlântica e Cerrado, onde também há Campos Rupestres. Em suas Serras há nascentes, ribeirões e lagos que possuem águas de coloração escura, que carreiam material orgânico em suspensão.

Seu solo é rico em minérios, explorados nos séculos anteriores, e com grande concentração de quartzito ou rocha metamórfica. Desde 2011, passou a ser preservado contra exploração comercial. O clima tem baixas temperaturas e elevada umidade do ar, comuns em ambientes de mata. O território do Complexo do Caraça integra a Área de Proteção Ambiental ao Sul da Região Metropolitana de BH, onde começam duas grandes bacias hidrográficas, a do rio São Francisco e a do rio Doce, que abastecem aproximadamente 70% da população de Belo Horizonte e 50% da população de sua região metropolitana.

Biblioteca A Biblioteca hoje está instalada no prédio onde funcionava o célebre Colégio, que hoje abriga também o Museu, o Arquivo e um Centro de Convenções.

Museu O museu, montado a partir de mobiliário e artefatos diversos de uso diário, pertencentes ao próprio Caraça e com algumas peças remanescentes de séculos passados, constitui um interessante lugar de visitação, diariamente procurado pelos hóspedes e visitantes, através de percursos guiados pelos monitores ou por conta própria.

Igreja Neogótica O Santuário do Caraça é a primeira igreja neogótica do Brasil, construída sem mão-de-obra escrava e toda com material regional: pedra-sabão (retirada de perto da Cascatona), mármore (das proximidades de Mariana e Itabirito, Gandarela) e quartzito (da região do Caraça e vizinhanças), unidas com produtos de base de cal, pó de pedra e óleo. Santuário do Caraça Local: Estrada do Caraça, Km 9 - Entre os municípios de Catas Altas e Santa Bárbara - CEP 35960-000 Fácil acesso pelas rodovias BR 381 e MG 436, além do da possibilidade de ir por trem (Estação Dois Irmãos - Barão de Cocais) Taxa entrada: R$ 20 (em dias de semana) Finais de semana, feriados e datas comemorativas: R$30 (por pessoa) Idosos: 50% de desconto Moradores de Barão de Cocais, Catas Altas e Santa Bárbara R$10 por pessoa (qualquer dia) Entrada gratuita na 1ª quarta-feira de cada mês (mediante agendamento) Site com opções de hospedagens: www.santuariodocaraca.com.br Reservas: centraldereservas@santuariodocaraca.com.br Instagram: @santuariodocaraca Facebook: www.facebook.com/santuariocaraca/ Assessoria de imprensa: Grupo Balo – www.grupobalo.com Heberton Lopes – hlopes@grupobalo.com Felipe de Jesus – imprensa@grupobalo.com (31) 3637 8008 | (31) 98988 7616