top of page

Jornalista ajuda a preparar um cadáver no primeiro reality funerário do mundo



O repórter Heberton Lopes, do canal Vim te Mostrar, cursou tanatopraxia com aulas práticas em corpos reais de falecidos


O jornalista mineiro Heberton Lopes acaba de anunciar mais uma produção curiosa para o canal Vim te Mostrar, no YouTube. Ele pode ter sido o único repórter do planeta a ter cursado tanatopraxia e ajudado a preparar corpos de pessoas falecidas para o velório, com tudo registrado por câmeras. As gravações fazem parte do primeiro reality funerário do mundo e o primeiro episódio já foi disponibilizado.


O canal Vim te Mostrar se tornou conhecido pelas pautas curiosas relacionadas ao segmento funerário. Atualmente, conta com perfis no YouTube, TikTok, Kwai, Facebook e Instagram, que, somados, contabilizam mais de 400 mil seguidores e 40 milhões de visualizações.


Após mais de 220 reportagens publicadas no canal Vim te Mostrar, jornalista Heberton Lopes expandiu seus horizontes ao mergulhar na tanatopraxia. Através de sua jornada no curso ao lado de outros alunos, ele não só recebeu certificação, mas também se envolveu ativamente na preparação de corpos, trazendo uma nova perspectiva sobre esse campo muitas vezes desconhecido para o público em geral.


Sob a tutela de um dos profissionais mais respeitados do país, o Eustáquio Tanatopraxista, as aulas ministradas no laboratório de uma funerária na Região Metropolitana de Belo Horizonte foram um mergulho profundo no mundo da preparação e preservação dos corpos. Essa experiência não apenas adicionou um novo conjunto de habilidades ao repertório do jornalista, mas também deu origem ao início deste reality revolucionário.


O repórter diz que foi uma jornada transformadora. "Aprendi sobre o processo técnico e principalmente sobre a importância da dignidade e do respeito no último adeus. É um privilégio poder compartilhar essa experiência única com o público, desmistificando e trazendo à tona a verdade por trás desse campo tão intrigante”, conta Heberton Lopes.


O jornalista já gravou diversas reportagens imersivas com experiências curiosas e diferentes, como uma em que tomou ayahuasca, rapé e sananga e sentiu no próprio corpo os efeitos das substâncias, e outra que fez um voo de asa-delta no Rio de Janeiro. Mas nenhuma se compara à experiência de lidar com cadáveres. “Cada momento nesse curso foi uma descoberta profunda. Tive a oportunidade de mergulhar em um universo totalmente novo, onde a arte se mescla à ciência. A tanatopraxia não se trata apenas de preparar corpos, mas de honrar memórias e confortar famílias. Estou ansioso para explorar ainda mais esse mundo e mostrar todas as suas nuances e profissionalismo através do reality funerário", completa.




Sobre o Vim te Mostrar

Antes de criar o canal Vim te Mostrar, Heberton Lopes já tinha passado por programas de televisão em emissoras de Belo Horizonte, atuou na área de comunicação de empresas na capital mineira, mas, quando iniciou a jornada no YouTube, sua ocupação principal era como assessor de imprensa na sua agência, o Grupo Balo. “Mais de 90% da nossa demanda de trabalho é de assessoria de imprensa para artistas, eventos, shows e festivais. Quando a pandemia começou, fomos forçados a suspender tudo e, com isso, passei a ter tempo ocioso. Eu amo a reportagem e sentia falta de ‘voltar para a rua’. Já tinha um projeto engavetado e a oportunidade veio quando o mundo passava pelo caos de saúde mundial. Tive um sonho com o nome e já acordei com o Vim te Mostrar na cabeça. O sonho foi com o número [20 mostrar], mas depois não achei legal e decidi escrever a palavra mesmo”, conta.


Diversos assuntos foram abordados pelo canal Vim te Mostrar desde o início, como o vídeo inaugural, sobre a pandemia de Covid-19, passando pela Gripe Espanhola, pelos benefícios da cerveja e do café para a saúde, aviões que caíram, picada de escorpião até a exploração de locais abandonados. “A primeira reportagem que começou a ser vista de fato foi sobre o Viaduto das Almas. Fui ao local, com a câmera na mão e gravei ainda meio desajeitado, mas as pessoas gostaram. A partir daí, passei a buscar mais assuntos para gravar em externas e evitar produções em estúdio. Foi a melhor decisão que eu poderia tomar”, relata.


Os números de inscritos e visualizações foram crescendo de forma lenta, mas constante. A grande virada para o canal foi em junho de 2021, quando uma pauta sobre o trabalho de preparação de corpos para o velório foi gravada e disponibilizada. “Nas noites de domingo que costumo pensar em temas para abordar no canal. Eu listo e envio e-mails para mim mesmo e depois inicio a produção. Em uma destas noites, me veio a ideia de criar a série ‘As Profissões Mais Curiosas do Mundo’, já inaugurando com o trabalho do tanatopraxista, profissional que trabalha nas funerárias com o objetivo e retardar a decomposição do corpo e torná-lo o mais próximo da aparência natural para a última despedida. Entrei em contato com a assessoria de comunicação da Santa Casa BH e fui prontamente atendido pelo jornalista Laio Amaral, que teve papel decisivo para o nosso sucesso”, destaca.


A Assistência Familiar Santa Casa BH, que na época se chamava Santa Casa BH, autorizou a gravação em sua estrutura e o tanatopraxista Alexandre Alberto, supervisor do local, deu uma verdadeira aula. “Gravamos a reportagem, que ficou muito rica em detalhes, mas não mostramos nenhum corpo ou procedimento, apenas os laboratórios e as ricas explicações do Alexandre. Liberei o vídeo numa quinta e viajei na sexta, ficando sem sinal de celular e sem acesso à internet. Retornei apenas no domingo à noite e, ainda na estrada, meu smartphone não parava de vibrar. Eram notificações chegando a todo momento. O meu vídeo tinha viralizado e eu já tive mais de 50 mil visualizações em menos de quatro dias. Na mesma semana eu já estava apto a ser um parceiro do YouTube, ou seja, já poderia começar a gerar receita com este trabalho que, até então, era apenas um hobby. Foi aí que a minha vida mudou”, celebra o jornalista.


Curiosidades

Nem só de pautas relacionadas ao universo funerário vive o canal Vim te Mostrar. Há várias reportagens curiosas e que também têm conquistado sucesso, como um vídeo sobre os bastidores do motel, em que foi realizado o registro do que acontece atrás das paredes enquanto os clientes usufruem dos serviços do local. Há também sobre a cirurgia robótica, um antigo leprosário, bastidores do circo e até mesmo experiências mais intensas, como o jornalista realizando um voo de asa-delta e vivenciando a experiência de um ritual xamânico, tomando ayahuasca, rapé e sananga.


Para quem quiser maratonar, são mais de 220 vídeos e reportagens disponibilizados no YouTube por meio do endereço: www.youtube.com/@vimtemostrar. Além disso, toda quarta-feira, às 20h30, o Vim te Mostrar Podcast recebe convidados interessantes. Já no Tik Tok, são dezenas de conteúdos exclusivos e cortes das matérias: https://www.tiktok.com/@vimtemostrar.


Vim te Mostrar nas redes

 

Assista ao primeiro episódio do reality funerário: https://www.youtube.com/watch?v=05E5D9RmLj4

bottom of page