Novo parque aquático em MG investe na preservação ambiental



A implantação do Aquabeat, em São José da Lapa, ao lado do Parque Estadual Serra do Sobrado, é realizada em local usado para exploração de areia por 40 anos e conta com ações educativas e de prevenção a incêndios e ao descarte incorreto de resíduos


O maior parque aquático de Minas Gerais, com a maior piscina de ondas do Brasil, foi anunciado no início deste ano e ganhou repercussão nacional. O Aquabeat posiciona a cidade de São José da Lapa, distante apenas 28 km da capital mineira, como um importante polo turístico com projeção em todo o país. Mas, além de todo o impacto positivo em toda a cadeia econômica da região, o empreendimento abraça o meio-ambiente e já executa uma série de ações para a preservação das matas e mananciais no entorno da construção, como o importante Parque Estadual Serra do Sobrado.

De acordo com Clinger Carlos, um dos sócios do empreendimento, o fato de implantar o Aquabeat naquele terreno, às margens da MG-424, já é um importante avanço para a preservação ambiental da região, inclusive do vizinho Parque Estadual Serra do Sobrado. “As nossas construções estão sendo realizadas em uma propriedade rural que foi explorada por 40 anos para a extração de areia. Agora, com a chegada do parque aquático, a possibilidade do retorno deste tipo de atividade é anulada e a natureza poderá se recompor dos danos gerados”, explica o empresário.

As lagoas criadas após as atividades de extração de areia no local serão mantidas, mas com um novo tipo de uso. “Os espelhos d’àgua passarão a ter a função de embelezar ainda mais o Aquabeat, já que fazem parte do nosso projeto paisagístico”, revela o empreendedor, que desta ainda a construção de uma ETE – Estação de Tratamento de Esgoto exclusivamente para o parque aquático. “Desde o início do projeto, nos preocupamos em criar estratégias para causar o mínimo de impacto ambiental possível e, ao mesmo tempo, ajudar a preservar as belezas que podem ser vistas no entorno das obras e essa estrutura que irá tratar toda a água que será dispensada no esgoto, com certeza vai contribuir para o meio-ambiente”, completa.

Para mitigar a possibilidade de incêndios no Parque Estadual Serra do Sobrado e nas áreas de matas dentro dos limites do Aquabeat, aceiros estão sendo construídos. “Estamos abrindo os espaços entre os locais que podem ser potenciais focos de incêndio e os trechos de mata. Com isso, no caso de uma eventual ocorrência de fogo, o que é natural em épocas de seca, fica muito mais fácil resolver a situação e diminui o risco de espalhar para a reserva ecológica”, conta.

Educação ambiental Para estreitar os laços com a comunidade da região e difundir conhecimentos sobre a educação ambiental, o Aquabeat planeja receber estudantes de escolas da região para que os alunos possam ver como é o funcionamento de uma ETE, além de acompanhar o processo de separação do lixo gerado no empreendimento que, inclusive, durante as obras, é triado e levado para a cidade, já que a propriedade ainda não conta com coleta.

Clinger Carlos destaca que até a nomenclatura interna do Aquabeat é pensada levando em consideração a educação ambiental. “O conceito adotado pelo empreendimento tem como foco batizar os locais de passagem internos com nomes de espécies de árvores, animais e demais referências da fauna e flora da região”, diz.


Sobre o parque aquático Conhecida pela mineração de calcário, a cidade de São José da Lapa já é projetada nacionalmente como um destino turístico concorrido na Região Metropolitana de Belo Horizonte. O município, que fica a apenas 28 Km da capital mineira e 10 minutos do Aeroporto Internacional de Confins, foi o local escolhido para sediar o Aquabeat, que será o maior parque aquático do estado, com a maior piscina de ondas dupla do Brasil, rio lento, toboáguas de adrenalina, áreas infantis, quiosques, restaurantes, choperias e várias outras atrações em uma área às margens da rodovia MG-424.

O Aquabeat ocupa um terreno de 87 mil m² e, ainda na fase de construção, já gera mais de 400 empregos diretos e indiretos. As obras foram iniciadas em março deste ano e já é possível ver onde serão os principais atrativos do empreendimento. De acordo com Tassar Neto, sócio da iniciativa, o local escolhido para a construção do parque não foi por acaso. “É uma localidade rica em água, ao lado do Parque Estadual Serra do Sobrado, que possui posição geográfica privilegiada, além da proximidade do aeroporto. A região possui clima tropical com temperaturas altas a maior parte do ano, dispondo também de belezas naturais únicas na região. São José da Lapa ainda conta com infraestrutura de excelentes rodovias pavimentadas e sem problemas de tráfego”, explica.

Oportunidade Mais informações, imagens aéreas do terreno e vídeos com a projeção de como será o empreendimento podem ser acessados pelo site www.aquabeat.com.br. Para se tornar um Sócio Remido do Aquabeat Resort, basta entrar em contato pelo WhatsApp: (31) 99406 8018. Assessoria de imprensa: Grupo Balo – www.grupobalo.com Heberton Lopes – hlopes@grupobalo.com Felipe de Jesus – imprensa@grupobalo.com Escritório: 31 3637 8008 Plantão 24 horas exclusivo para demandas de imprensa: 31 9 8988 7616