Santuário do Caraça promove capacitação em parceria com o Corpo de Bombeiros



Recentemente, colaboradores da Reserva Particular do Patrimônio Natural Santuário do Caraça (RPPN) e voluntários participaram do curso de Brigadista Florestal, realizado pela 2° Companhia Operacional do 1° Batalhão do Corpo de Bombeiro Militar de Minas Gerais (BBM)


A preocupação com os incêndios florestais é uma constante nas reservas ambientais públicas e particulares em todo o país. No Santuário do Caraça, que já sofreu com as chamas diversas vezes, não é diferente. Por esse motivo, o destino turístico, que fica situado entre os municípios de Catas Altas e Santa Bárbara, realiza ações preventivas com Brigada Florestal profissional e capacitação da equipe, que, recentemente, promoveu o curso de Brigadista Florestal, realizado em parceria com a 2° Companhia Operacional do 1° Batalhão do Corpo de Bombeiro Militar de Minas Gerais (BBM).


O Coordenador Ambiental do Santuário do Caraça, Douglas Henrique, destaca que várias pessoas participaram das atividades práticas. “Ministrado pelo 3º Sargento Marcelo Patrocínio e o Soldado Norton Ivon Ugartem sob o comando do Tenente Guilherme Costa Torres, o curso foi gratuito e dos 40 inscritos, 26 concluíram o processo de formação e receberam o certificado de Brigadista Florestal. Tivemos a presença de funcionários da RPPN Santuário do Caraça, guias turísticos da região, o secretário de Meio Ambiente de Ouro Preto, funcionários da Prefeitura Municipal de Catas Altas, além de voluntários das equipes de resgate espontâneo da região. Para isso, tivemos atividades práticas e teóricas e instruções sobre o enfrentamento aos incêndios, utilização de equipamentos, segurança e claro, primeiros-socorros”, relata.


Segundo o Coordenador Ambiental, após o curso de Brigadista Florestal, o grupo de WhatsApp criado para repasses de informação, se tornou uma ferramenta de planejamento e combate às chamas durante o último incêndio que atingiu a região. “Muitos voluntários que participaram do treinamento já se mostravam prontos para o embate e o aplicativo de mensagens nos ajudou muito. Os trabalhos se desenrolaram ao longo de aproximadamente 10 dias, já que o incêndio atingiu uma longa faixa de mata nativa, havia vários focos, muitos ocorrendo simultaneamente e novos sempre surgindo. No entanto, o estrago poderia ter sido muito maior se não fosse a coragem, determinação e comprometimento de todos os envolvidos nesse momento”, completa.


Capacitação e prevenção

Para Douglas Henrique, a qualificação é primordial para ajudar a conter a propagação e os perigos do fogo. “O que ficou bem claro para todos nós é que a capacitação é um fator imprescindível para que incidentes não ocorram com todos envolvidos em um combate. Somos gratos ao Corpo de Bombeiro Militar por toda instrução fornecida a equipe, sem ela, não teríamos conseguido realizar nem a metade das ações que foram executadas. A nossa região precisa se preparar para evitar os incêndios acidentais e criminosos que anualmente consome grandes porções da nossa vegetação. Para isso, é preciso investir em prevenção de incêndios, com a implementação de brigadas que atuem ao longo do ano, trabalhando principalmente nas comunidades rurais e nas escolas para a conscientização acerca do manejo adequado do fogo. A prevenção é a ferramenta mais eficaz, reduz os custos e desgastes de um combate. Além disso, diminui a perda e a descaracterização ambiental que um processo contínuo de queima pode resultar em uma região tão biodiversa como a nossa”, conclui.


Sobre o Santuário do Caraça

O Caraça é uma estrutura cultural em constante formação. Começou por volta de 1770, quando o Irmão Lourenço de Nossa Senhora iniciou a construção do hospício, como então eram chamadas as hospedarias da época, e uma ermida - capela barroca, dedicada a Nossa Senhora Mãe dos Homens. Posteriormente, a instituição transformou-se em colégio e seminário. Atualmente o lugar mantém a sua essência, proporcionando às pessoas a chance de interagir com sua história. O complexo é tombado como Patrimônio Histórico e Artístico Nacional e Estadual. Foi escolhido como uma das 7 Maravilhas da Estrada Real. Conta com um amplo Conjunto Arquitetônico onde estão a primeira igreja de estilo neogótico do Brasil, o prédio do antigo colégio (hoje museu e biblioteca), o hotel com 54 apartamentos, com capacidade para até 230 pessoas hospedadas, e a Fazenda do Engenho, com 26 apartamentos.


O Complexo do Caraça possui enorme diversidade de fauna e flora, com raridades de animais e plantas no meio ambiente. Na ampla diversidade de sua fauna, há 386 espécies de aves, 66 espécies de anfíbios, 54 espécies de répteis, 12 espécies de peixes e 76 espécies de mamíferos. Considerando a flora, são cerca de 1689 espécies de plantas, muitas ameaçadas de extinção. A Reserva Particular do Patrimônio Natural do Santuário do Caraça faz parte de duas importantes reservas ecológicas, as Reservas da Biosfera da Serra do Espinhaço Sul e a da Mata Atlântica, onde há diversas espécies de flora e fauna, algumas encontradas somente no Complexo do Santuário do Caraça, que fica na transição entre Mata Atlântica e Cerrado, onde também há Campos Rupestres. Em suas Serras há nascentes, ribeirões e lagos que possuem águas de coloração escura, que carreiam material orgânico em suspensão.


Seu solo é rico em minérios, explorados nos séculos anteriores, e com grande concentração de quartzito ou rocha metamórfica. Desde 2011, passou a ser preservado contra exploração comercial. O clima tem baixas temperaturas e elevada umidade do ar, comuns em ambientes de mata. O território do Complexo do Caraça integra a Área de Proteção Ambiental ao Sul da Região Metropolitana de BH, onde começam duas grandes bacias hidrográficas, a do rio São Francisco e a do rio Doce, que abastecem aproximadamente 70% da população de Belo Horizonte e 50% da população de sua região metropolitana.


Santuário do Caraça

Local: Estrada do Caraça, Km 9 - Entre os municípios de Catas Altas e Santa Bárbara - CEP 35960-000

Fácil acesso pelas rodovias BR 381 e MG 436, além do da possibilidade de ir por trem (Estação Dois Irmãos - Barão de Cocais)

Taxa entrada:

R$ 20 (em dias de semana)

Finais de semana, feriados e datas comemorativas:

R$30 (por pessoa)

Idosos: 50% de desconto

Moradores de Barão de Cocais, Catas Altas e Santa Bárbara

R$10 por pessoa (qualquer dia)

Entrada gratuita na 1ª quarta-feira de cada mês (mediante agendamento)

Site com opções de hospedagens: www.santuariodocaraca.com.br

Reservas: centraldereservas@santuariodocaraca.com.br

Instagram: @santuariodocaraca

Facebook: www.facebook.com/santuariocaraca/

Assessoria de imprensa:

Grupo Balo – www.grupobalo.com

Heberton Lopes – hlopes@grupobalo.com

Felipe de Jesus – imprensa@grupobalo.com

(31) 3637 8008 | (31) 98988 7616